ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO DOMÉSTICO

  Existem milhares de pessoas que adquiriu um animal de estimação, mas para manter um animal existe um custo e responsabilidade que como vemos grande parte é abandonado e maltratado por diversos motivos. Por todo esse quadro de abandono que vivenciamos diariamente, resolvemos investir em um trabalho focado em dar tratamento adequado e conscientizar a população para que se possa integrá-los em uma família que lhes deem amor, carinho e dignidade.
Quando o animal adoece ou envelhece não existe infra-estrutura de baixo custo ou gratuita para que esse animal seja tratado adequadamente, ele acaba sendo abandonado. Um grande exemplo disso são os animais que não são castrados e que procriam e muitas vezes esses filhotes acabam sendo descartado na rua e hoje nos centros urbanos há milhares de animais soltos se procriando sem nenhum controle e muitos deles com doenças. Precisamos nos unir para que se possa atuar efetivamente na solução do problema. Todo animal tem direito a uma vida saudável e acreditamos que nosso trabalho em prol dos animais é parte integrante do respeito aos animais cujo maior beneficiário é o próprio homem que com conscientização irá construir um mundo mais justo para todos os seres vivos.  

 

A CASTRAÇÃO
A castração é o método mais eficaz para prevenir a superpopulação de animais abandonados nas ruas de todo o Brasil. É uma cirurgia simples, de baixo risco que pode ser feita tanto nos machos quanto nas fêmeas impedindo assim que cães e gatos procriem descontroladamente, poderá ser realizada a partir de oito meses de idade e no caso da fêmea recomenda-se antes do primeiro cio. Assim irá favorecer o animal, pois além de não gerar filhotes, a fêmea também não correrá o risco de desenvolver tumores de mama ou outras doenças relacionadas ao aparelho reprodutivo. Quanto mais novas as fêmeas forem castradas, melhor! Lembre-se que ter uma cria não acrescenta saúde ao animal mas sim mais animais que provavelmente serão abandonados.